quarta-feira, março 22, 2006

A fé não é para todos

Há uma coisa que me deixa com uma certa curiosidade, ora vejamos, em todo o país quando alguém tem problemas financeiros, de saúde ou até mesmo amorosos faz uma promessa para si mesma que é ir a pé até Fátima caso o problema se resolva, ao que muitos chamam de fé eu chamaria de "gente que não tem mais nada que fazer".
A pergunta que se impõe é a seguinte: Se essa pessoa viver em Fátima como é que resolve os seus problemas? Será que só as pessoas que habitam longe de Fátima é que podem ter fé?
Não faz muito sentido a "Ti Maria" viver em Fátima e dizer: "Se o meu Manel recuperar do cancaro, vou a pé até Fátima" e depois o "Ti Manel" morre porque Deus pensa: "Esta gaja não está a fazer nenhum sacrifício, e como a fé implica sacrifício vou-lhe matar o marido..."
Fátima é uma terra de gente infeliz, pois nunca têm maneiras de resolver os seus problemas, a não ser que partam de Fátima a pé, vão até Lisboa dão a volta a rotunda do Marquês de Pombal e voltem a Fátima.

1 comentário:

Syk3r disse...

podem sempre ir a pe ate ao sameiro..